Posts Recentes
Posts Em Destaque

Dicas de mãe para uma massagem perineal

Oi gente, eu convidei a Caroline Scherer, mãe em tempo integral de dois, e jornalista profissional, que comentou sobre o óleo de coco lá no post sobre sexualidade, na fanpage, pra falar sobre a massagem perineal.

Ainda que eu não acho que integridade de períneo seja troféu de "diva parideira", é óbvio que é melhor quando não lacera, né? Lógico que pensar em posições mais fisiológicas para o parto, como de cócoras ou 4 apoios e fazer força somente quando sentir vontade (os famosos puxos) faz toda diferença, mas não custa se conhecer. Aliás, eu, Cris, acho que essa massagem é ótima pra tudo, afinal precisamos nos TOCAR, ter intimidade com nosso corpo, nossa vulva, e faz toda diferença pro parto e pro sexo.

Então, com vocês, a palavra da Carol, que pariu uma bebezona de quase 4kg com períneo íntegro, depois de muita prática com as massagens ;)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ainda sobre os benefícios do óleo de coco (a Cris já deu a dica aqui sobre como ele é um ótimo lubrificante íntimo natural), vou relatar minha experiência com o uso dessa maravilha da natureza na massagem perineal, uma santa ajuda pra quem quer ter parto normal/natural evitando uma possível episiotomia e/ou laceração. Ela é feita a partir das 34 semanas de gestação e nada mais é do que um preparo do períneo pra que ele aguente firme na hora do expulsivo, quando a cabeça do bebê começa a sair e a mulher sente o chamado "círculo de fogo".

Tive duas gestações e nas duas fiz a massagem. O primeiro bebê pesou 3435g (pari de cócoras) e o segundo 3935g (pari deitada de lado), e em ambos os partos não precisei de pontos e muito menos episio (o "famoso" pique!).

(baby Lívia e seus 3953g de gostosura)

OK, então vamos ao que interessa! Como fazer a tal massagem? Essa é aquela hora que você pode colocar o maridão pra ajudar (no meu caso achei mais fácil outra pessoa fazendo em mim), mas também é possível fazer sozinha. (COMENTÁRIO DA CRIS: AGORA EU VI VANTAGEM NISSO DE OUTRA PESSOA FAZER, HEIM?)


- Lave as suas mãos e peça ao seu/sua companheiro/a que higienize as mãos também. O ideal é estar com as unhas curtas. Um banho morno antes da massagem ajuda a preparar o períneo.

- Se for fazer sozinha, agache-se apoiada em uma parede com as pernas afastadas (vale até ter um espelho pra dar uma "estudada" no períneo).

- Não se esqueça do óleo de coco! Além de ajudar a lubrificar a região para que a massagem flua melhor, ele amacia a pele e ajuda a manter sua elasticidade.

- Introduza os dois polegares na vagina e faça um movimento forçando levemente para baixo. O seu parceiro pode usar os dedos indicadores.

- Segure um tempo nesta posição até sentir uma leve queimação/formigamento (não pode doer! O máximo que você deve sentir é um incômodo)

- Depois basta ir fazendo movimentos pros lados e para baixo. Com o tempo vai ficando menos desconfortável e mais fácil!

- Pode fazer todos os dias durante 5 minutos. Depois aumentar pra 10 minutos. Você vai perceber como a elasticidade da região vai melhorando.

Lembrando que a posição na hora do parto também precisa ser favorável pra que o períneo não seja afetado.

No YouTube tem vídeo com explicação e demonstração (acessar aqui https://www.youtube.com/watch?v=rd3t0jm9ez4) pra quem se interessou pelo assunto!


Obs.: Fale SEMPRE com o seu obstetra antes de qualquer coisa.


(foto: wikiHow - http://pt.wikihow.com/Fazer-uma-Massagem-Perineal)


#partonormal

#partonatural

#massagemperineal #salvemosperíneos

Siga
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2015 por Plantão Materno

Orgulhosamente criado com Olhar de Tandera

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • Wix Facebook page

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 20:00

Sab - Dom: Plantão