Depoimentos

Taís - Porto Alegre/RS

Fiz um curso com o Plantão Materno antes da minha filha nascer e lembro que a Cris falou que amamentar era uma conexão entre tu e o bebê, que o mundo em volta não importa na hora de amamentar. A amamentação é a hora do reconhecimento, identificação, intimidade, aconchego e onde tu passa a segurança pro teu bebê quando tu olha dentro dos olhos dele. 

 

O Plantão Materno me ajudou a desmistificar alguns estereótipos que eu tinha perante a amamentação. Graças a orientação e apoio deles eu consegui passar pelo momento de adaptação com a minha filha de forma tranquila e consciente. Os profissionais são super sérios, respeitosos e atenciosos. Me senti muito a vontade para fazer perguntas e todas foram respondidas. 

 

A consultoria foi muito importante pra mim, pois consegui amamentar minha filha com muita tranquilidade, já que eu já tinha informações. Após isso a Cris se colocou a disposição para ajudar depois que minha filha nascesse caso eu precisasse. Inclusive em ir na minha casa para ver a pega do bebê e me dar um auxílio.

Graças a consultoria do Plantão Materno eu me empoderei como mãe e tive a consciência de que meu leite tem tudo o que meu filho precisa para crescer saudável. 

No Plantão Materno tem muito carinho, muito aconchego, muita atenção e informação. Tudo o que uma mãe precisa."

 

 

Lia- Porto Alegre/RS

Conhecemos a Cris por intermédio de uma amiga quando a Clara ainda estava na barriga. Esta amiga nos indicou um curso sobre amamentação que seria ministrado pelo Cris e pela Jana (que depois viria a ser a nossa Doula). Fomos então fazer o curso, mas com o pensamento de que já sabíamos tudo sobre amamentação... o bebê ia nascer e ia mamar, simples assim... não entendíamos o que tanto se tinha para falar sobre esse assunto... O curso não só mudou nossa ideia sobre a amamentação e como esse pode ser um problema quando não estamos preparados, mas também para o tipo de parto que queríamos... saímos de lá e pensamos... “Ah mas mudar tudo agora? A nossa médica não ia fazer todos aqueles procedimentos inadequados, com a gente ia ser diferente...”

 

Mais por insistência do Gustavo resolvemos procurar saber mais sobre todos os assuntos relacionados ao parto e quanto mais íamos lendo mais íamos tendo a certeza do que não queríamos para o nascimento da nossa filha. Mudamos tudo, a médica, o parto, o hospital e hoje podemos dizer que foi uma das decisões mais importante das nossas vidas! A Clarinha nasceu perfeita, saudável, na hora em que ela escolheu, de parto natural.

 

Mas mesmo com tudo o que havíamos aprendido sobre como amamentar, ainda assim tivemos problemas... nos dois primeiros dias ela mamou muito pouco e aquilo estava nos deixando extremamente angustiados, pedimos ajuda às enfermeiras, elas ajudavam, mas quando ela largava do peito, diziam: “Quando ela estiver com fome vai mamar, não se preocupem”, mas nós sabíamos que ela estava com fome, mas mamava um pouco e não conseguia mamar mais, ficava braba e chorava. Então viemos para casa e a primeira coisa que fizemos foi contatar a Cris, que só havíamos conversado quando fizemos o curso, nem sabíamos se ela se lembraria da gente.... mas ela prontamente se ofereceu para vir aqui em casa e com uma solução simples resolveu o problema... a Clara estava então mamando!!

 

Ufa! E como mama! Em uma semana já havia recuperado o peso do nascimento, estava feliz e saudável! Nós só temos que agradecer a Cris por ter nos ajudado a dar o melhor para a nossa filha e não há alívio maior para qualquer pai neste mundo! Obrigada do fundo dos nossos corações." 

Seila - Porto Alegre/RS

Com 2 meses do nosso bebê Gustavo fomos a palestra da Cris sobre amamentação, ainda estávamos nos ajustando, após um período dificil para nós 2, pega incorreta, fissuras, ele chorava para mamar e eu chorava de dor, pude perceber o quanto de conhecimento sobre o assunto a Cris possui, e quanto amor ela coloca no que faz, é uma doação linda, o curso foi de grande valia para nós, várias dúvidas que eu tinha foram esclarecidas, eu ainda tinha algumas crenças erradas com relação ao tempo de mamada, quantidade, tipos de posições para amamentar, pega, como manejar para extrair leite materno manualmente, as horas que passamos juntos foi valiosa, o discurso foi claro, simples, esclarecedor, cheio de conteúdo valioso, a Cris possui muita paciência, amor, e conhecimento sobre o assunto, que você possa transmitir este conhecimento e este amor para muitas mamães e bebês, precisamos de pessoas como você, que colocam coração no que fazem, não medem esforços para ajudar a quem precisa. "

 

Lauren Siqueira - Porto Alegre/RS

Recomendo muito o trabalho realizado pela Cris. Sua orientação em relação à amamentação foi fundamental para que eu conseguisse amamentar meu filho. 

Além de sua orientação e utilização de técnicas específicas, sua delicadeza e sensibilidade fizeram toda a diferença. Fiquei super satisfeita e o Breno também, pois pode contar com o alimento mais completo que existe, o leite materno! "

Viviana M. Ferreyra - Porto Alegre/RS

Sou a Viviana (Argentina), moro em Porto Alegre, tenho 32 anos e sou a mãe do Lorenzo. Conhecemos a Cris por intermédio da nossa Doula Amanda Martins.

O Lorenzo tinha 4 dias de vida e eu estava com os peitos empedrados, eu nem sabia o quê fazer, então pedi ajuda pra minha Doula e ela me indicou a Cris.

Quando escutei pela primeira vez: "posso  te indicar uma consultora em amamentação"  eu fiquei pensando... o quê é isso???...

Lembro nesse dia, quando ela chegou em casa, eu não sabia que ia fazer comigo, não conhecia o seu trabalho.

Meu peito estava tão empedrado que no seguinte dia que a Cris esteve em casa, tudo começou a fluir, acho que as mãos e a energia da Cris fizeram o seu trabalho

Cris foi um anjo que chegou na nossa vida, foi um antes e um depois! Ela fez toda a diferença. Muito Obrigada querida Cris!"

Cristine Casagrande - Porto Alegre/RS

Desde o nascimento do meu filho tive quase todo tipo de problema que poderia ter relacionado à amamentação, como hiperlactação, mastite, dificuldade com pega, bebê não sabia sugar, etc . Estava sendo acompanhada por uma consultora/enfermeira  que, bem rapidamente, começou a sugerir práticas com as quais eu não concordava, como uso de antipsicótico para produção de leite, e de relactação. Foi aí que conheci a Cris.

 

No primeiro contato, mesmo à distância e sem me conhecer, me passou muitas informações e orientações valiosas, que me deram, em primeiro lugar, segurança e tranquilidade para reassumir minha auto confiança e o controle da situação. Após isso, começamos a conversar praticamente todos os dias, pois iam surgindo inúmeras dúvidas, todas elas sempre respondidas atenciosa e rapidamente.

 

Conforme outras questões de amamentação, como candidíase mamária, e mesmo de comportamento de meu filho foram surgindo, Cris foi nos acompanhando ainda mais de perto, dedicou muitas horas a nos acompanhar, a observar as mamadas e o comportamento dele, chegando finalmente à suspeita de refluxo e APLV, entre outras coisas,  os quais agora estamos investigando, e que apontam que ainda termos um longo caminho pela frente. Mas, ao menos, sei que não estou sozinha, que tenho o apoio da Cris, que, além de ser uma profissional extremamente ética, transparente, segura e com conhecimento técnico, é também uma mulher e mãe “encarnada” com tudo que se relacione à gestação e maternagem, que ama as mulheres e as crianças, que luta por tudo o que é nosso de direito, e que dedica grande parte de seu tempo a ajudar pessoas que precisam de informação e apoio.

 

Para mim, a maior qualidade que a Cris tem em seu trabalho, é a empatia, é se colocar em nosso lugar e sentir nossa dor, é ser sensível e enxergar que, antes mesmo de ajuda técnica, as mulheres no puerpério precisam é de apoio, de carinho, e de incentivo. Agradeço muito por a ter conhecido e a indico totalmente!


Acrescento ainda que desde antes de engravidar já estudava muito sobre criação com apego, parto humanizado e amamentação, e me julgava preparada para viver tudo isso de forma tranquila. Acreditava que a amamentação acabaria “acontecendo” automaticamente, já que era uma coisa “natural”, sequer sabia que existiam consultoras de aleitamento.  Hoje, entendo que a grande maioria das mulheres têm problemas com amamentação, e sugiro para todas as grávidas que conheço que já tenham o acompanhamento de uma consultora antes mesmo do parto, para que já comecem de forma mais correta e tranquila. "