Sobre Mucilagens e afins (ou porque não dar ração de engorda para bebês)


Quer tema mais polêmico que falar mal de alimentos industrializados, cujo marketing agressivo faz com que os pai achem que realmente estão dando algo bacana pros filhos e os que não dão são chatos, radicais e mimizentos?

Bom, hoje é dia de falar sobre mucilon e outras farinhas engordativas.

Sobre mucilagens e afin, que contém farinha refinada e açúcar em níveis elevadíssimos, muito maiores do que os realmente indicados na embalagem, segundo análise do pro-teste em 2012.

Esses dois ingredientes chegam na corrente sanguínea e elevam a glicemia. o pâncreas se mata trabalhando pra tirar tanto açúcar do sangue e produz um monte de insulina. A longo prazo, essa sobrecarga no pâncreas faz com que ele perca a capacidade de entender bem as informações, fique "cansado" e tchananãn, temos diabetes!

Na primeira infância, as papilas gustativas da língua estão se desenvolvendo e oferecer tanto doce faz com que as que captam esse sabor se desenvolvam mais. Aí temos um paladar viciadinho pro doce, e logo ali aquele bebê que ainda comia de tudo, não vai mais aceitar frutas in natura, por exemplo.

Ah, você poderia dizer, mas tem vitaminas e sais minerais. Buenas, todos artificiais. Nada que uma fruta fresca, um legume, uma comida de verdade não compense. Fora isso tudo, se sugere que o mucilixo seja feito com leite. Leite de vaca para menores de 1 ano não é recomendado, pelo alto índice de alergia.

Ah, mas meu pediatra recomendou. Bom, pediatra estuda X anos pra entender de doenças infantis. Quem entende de nutrição é nutricionista ou médico nutrólogo. E olha, tem cada prescrição médica por aí que reflete gente sem noção mesmo. Recomendar que aos 9 meses a criança coma a comida de casa, sem temperos artificiais, com redução de sal, que beneficiaria toda a família muito poucos o fazem, né?

Ah, mas meu filho é baixo peso. Bom, já foi averiguado se ele tem alguma alergia alimentar, que faça seu intestino estar inflamado, impedindo a absorção de nutrientes? Já se averiguou se ele não tem uma doença metabólica? Se sim, mucilon e farinhas afins não são recomendados. Se ele é saudável e somente "baixo peso", custa respeitar sua compleição física?

Ah, mas minha mãe me dava e to aqui, vivinha e era um bebê johnson (aqueles cheios de dobras). Bom, elas não tinham a facilidade de informação que temos hoje em dia, né? Duvido que tivesse uma página sobre mucilon na enciclopédia Barsa, e os filhos dos anos 70 e 80 foram massacrados pela Nestlé, que convenceu que leite de lata e farinha açucarada eram melhores que peito e o velho mingau de aveia, feito com água e adoçado com banana madura.

Ah, mas as frutas e comidas de hoje são cheias de agrotóxicos e hormônios. Verdade absoluta. Precisamos combatê-los, mas usar essa desculpa pra dar gororoba industrializada e processada, sem nada de natural e que produz mais resíduos sólidos ainda, pois temos que descarar muita embalagem, não é um argumento válido!

Então, me dêem argumentos bons pra oferecer isso que não sejam os seguintes: 1) dei e não morreu 2) dei porque o pediatra mandou e ele estudou X anos 3) dei porque ele é muito magro 4) dei porque cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho 5) dei porque as frutas são contaminadas com agrotóxico

Numa época onde a informação está aí, pra quem quiser, não podemos fechar os olhos. Basta assumir: dou porque eu vicei o paladar dele no doce. Dou porque é barbada de fazer. Mas não alegue que é bom, ok?

Posts Em Destaque